Grava um vídeo amador minha vagabunda peludinha comendo delicia negão dotado de nova friburgo – rj

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , ,

Grava um vídeo amador minha vagabunda peludinha comendo delicia negão dotado de nova friburgo – rj

Grava um vídeo amador minha vagabunda peludinha comendo delicia negão dotado de nova friburgo – rj

Eu estava novamente deitado no chão quando o oficial segurou meus culhões com força e puxou pra cima e, enquanto eu gritava feito um louco, ele disse: seu filho da puta, nós estamos aqui há 4 dias tomando conta dessa estradinha de merda, comendo mal, dormindo mal, esperando que os caras lá de cima lembrem de mandar a gente pra outro lugar, estamos sem fuder a 4 dias e vem um filho da puta que nem você fazendo merda na estrada e ainda chama a gente de viado e tenta subornar a gente !!!??????……… eu vou te mostrar quem é viado aqui seu puto!!…. Logo que nos conhecemos ficamos amigos mais logo vi que tinha algo a mais pois sempre fazia questão de desfilar de toalha na minha frente. Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal. [FIM]"– Você não vai se importar com isso não é?"Bem , depois que comi a minha cunhada na casa e cama dela , saímos várias vezes e até hoje damos uma de vez em quanto , certa vez eu ia a Nova Friburgo a Trabalho , liguei para ela e perguntei se ela queria ir comigo para fazer companhia e claro ” METER TB ” ,ela nem pensou muito e aceitou , era uma quinta-feira no verão aqui do Rio de Janeiro , peguei ela em casa as 7:00 hs , fomos então para Friburgo , na estrada ela já começou a dar uns beijos em meu pescoço e dizer que queria chupar uma coisa carnuda , com um sorriso safado abriu meu zíper , tive que tirar o cinto de segurança para ela ficar a vontade , estávamos na estrada entre Parada Modelo e Cachoeira de Macacu , ela botou a minha pica para fora e começou a mamar a pica com um movimento bem devagar , eu tive que diminuir a velocidade , quando vi uma estrada de terra que ia parar em uma espécie de lago , parecia deserto o lugar , parei o carro em baixo de uma árvore , e fomos para o banco de trás , ela estava cheia de tezão e eu idem.

Jogamos videogame por algumas horas, ele me assediando, roubando uns beijos na marra às vezes, mas parando quando eu recusava. A algum tempo a trás eu tive contato com os contos eróticos, achei aquilo um absurdo, mentiras, fantasias, jamais acreditaria que um homem deixaria sua mulher dar para outro homem, eu não sou santo não, costumo dar as minhas puladinhas, e ate não achava justo eu ter outros conhecimentos, conhecendo outras pessoas e minha esposa ficar limitada a mim, mas também não achava certo eu deixar ela transar com outro homem e ainda na minha frente, mais pensava, eu jogava bola, no vestiário eu via os amigos nus cada rolão, e a minha pequena, eu tenho 14 cm só de rola, eu ficava imaginando aquelas rolas entrando na boceta dela, nossa e o pior que me dava tesão, aquilo não sai da minha cabeça, comecei então na hora de fazer amor com ela eu chama-la de puta, vagabunda, safada, no começo ela achou um pouco estranho mais depois começou também sentir prazer em eu chama-la de puta, mas eu não tinha coragem, de tocar no assunto com ela, nem que fosse só para saber a opin ião dela a respeito,o tempo foi passando. "Ele tentava tirar a roupa, tirar a gravata, abrir a calça, mas queria continuar me. Tirei a calcinha dela e caí de boca, nem me incomodei por ela estar peludinha, peço contrário, me excitei mais.

Meu pau estava estourando de tesão e Júlio após alisar minha pica cai de boca bem devagar, chupava a cabeça e tentava engolir aquele mastro rígido enquanto eu ainda estava me deliciando com a xaninha de sua esposa. Falei então que ia ser muito sensual vê-la transando com outro homem, se possivel um bem-dotado.

""Passando a mão nos meus lábios disse; Negão gostoso vc sempre me atisou muitas vezes e me deixou em um tesao louco e toda molhadinha, doida pra te dar, e todas estas vezes vc me levava para seu ap e lá teve vez na jacuzzi, na sala, na varanda no quarto , debaixo do banheiro.