Fudendo mulher do amigo

Fudendo mulher do amigo

Fudendo mulher do amigo

E ele sempre soube das minhas taras, mas fazia vista grossa e mostrava que não sabia de nada, porém acho que ele até desconfiava das minhas puladas de cerca.

entrega ela assim ela fica presa toda. Ao passar um canal com filme semipornô e estava passando duas mulheres e um homem. agarrou meus seios apertando os com força, depois deslizou as mãos em minhas costas a procura do fecho do meu sutiã, para então abrí-lo e liberar meus seios para que pudesse tocar e beijar como bem entendesse.

Certa amiga da faculdade me contou sobre o shibari, que são técnicas de amarraçao para bdsm.

Um dia fomos jogar com nosso time de amigos e o vi pelado no banheiro do clube e notei que o coroa era bom de instrumento e que tinha um caralho bem desenvolvido com um saco bem pesado.

Não me importei e peguei outra laranja. Mas se tinha uma coisa que sempre me deixara encucada é que nos filmes existiam muitos atores com paus enormes e grossos…sá que todos os namoradinhos que transei tinham pau de tamanho normal…perto dos atores dos filmes me pareciam bem pequenos. Os caras estavam bebendo do nado de fora de casa, quando eu escutei um deles dizer:-O Diego (o ex-namorado de minha irmã) me falou que tem um vídeo da Isabel fudendoEu estava apenas de passagem pelo quintal, mas ao ouvir avancei para cima do safado que falou. -Sara, não estou aguentado, eu preciso te comer – imploreiProntamente Sara se levantou, ficou de pé, de costas para mim e debruçou sobre a cama…-Me come seu gostoso!A visão daquela bunda gostosa, empinada na minha frente e ela pedindo para come-la me deixou mais louco ainda, coloquei meu pau na bucetinha dela e puxei bem devagar sua cintura, aah que delicia de mulher, comecei devagar e fui aumentando o ritmo, o cheiro de sexo pairava no ar, Sara abafava os gemidos ainda com o travesseiro e repetia baixinho:– Ai que homem gostoso, me come…vai…isso…mete, não para, não para!Eu pedia e ela rebolava no meu pau, pedindo para puxar seu cabelo e eu metendo cada vez mais forte naquela bucetinha quente e molhada.