Flagra amador brasileiro real empregada puta fudendo do negao de nova friburgo – rj

Flagra amador brasileiro real empregada puta fudendo do negao de nova friburgo – rj

Flagra amador brasileiro real empregada puta fudendo do negao de nova friburgo – rj

Sou português e como tal peço desculpa se algum termo que usar, não for familiar ao povo brasileiro que domina este site. [FIM]"– Você não vai se importar com isso não é?"Bem , depois que comi a minha cunhada na casa e cama dela , saímos várias vezes e até hoje damos uma de vez em quanto , certa vez eu ia a Nova Friburgo a Trabalho , liguei para ela e perguntei se ela queria ir comigo para fazer companhia e claro ” METER TB ” ,ela nem pensou muito e aceitou , era uma quinta-feira no verão aqui do Rio de Janeiro , peguei ela em casa as 7:00 hs , fomos então para Friburgo , na estrada ela já começou a dar uns beijos em meu pescoço e dizer que queria chupar uma coisa carnuda , com um sorriso safado abriu meu zíper , tive que tirar o cinto de segurança para ela ficar a vontade , estávamos na estrada entre Parada Modelo e Cachoeira de Macacu , ela botou a minha pica para fora e começou a mamar a pica com um movimento bem devagar , eu tive que diminuir a velocidade , quando vi uma estrada de terra que ia parar em uma espécie de lago , parecia deserto o lugar , parei o carro em baixo de uma árvore , e fomos para o banco de trás , ela estava cheia de tezão e eu idem. -Isso Tia Angela, engole tudo, mama no negão tia, mama no namorado da sua sobrinha. Ele me levou até perto da cabaninha, apiei do cavalo ele também desenbanhou a pica comprida mas fininha só presta pra chupar entra pela garganta a dentro vai até o estomago uma coisa de doido engoli minha dose de gala e poquei pra cabana, meu tio já tava meio de lado entocado assustado, cheguei de junto perguntei: que foi homem? ele disse: tem alguém fudendo aí também a coisa tá braba pelo jeito o cara tá esfolando a bandida toda é cada grito, cada urro, chega dar medo, não sei se tá gozando ou tá morrendo. Quando moleque vivia na casa da minha avó casa esta onde tia janeide também morava com meu tio, sempre ficava com os olhos grudados naquele bundão, foram muitas as vezes em que eu ia até seu quarto e cheirava suas calcinha e aproveitava para tocar uma punheta, foi em um descuido que certa vez tia Janeide me pegou no flagra. Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal. Depois de umas duas conversas na academia, ela perguntou se poderia ir ao meu apartamento, porque na casa dela tinha uma empregada que fatalmente iria dedurá-la para o marido.